O muro de Berlim é hoje um “fantasma” — Diane Meyer borda-o para o revelar

“Durante sete anos, Diane Meyer andou a bordar o muro de Berlim. Percorreu integralmente os 155 quilómetros do antigo traçado, tanto no centro da capital alemã como nos subúrbios, e fotografou o que viu. Depois, meticulosamente, bordou parte das imagens — uma das suas assinaturas artísticas—, como quem lhes cola pixels. Como que a incluir o digital no analógico. Em muitas delas, essa secção assinala o local exacto onde antes existia uma barreira.” | Mais Informações