O crescente cenário de graffiti em Pequim

Ao longo dos últimos anos, as cidades têm sido palco de inúmeras expressões urbanas simbólicas que desejam comunicar realidades e existências. Entre essas práticas, destacam-se os graffitis.

O autor Fábio La Rocca, em Cidade em todas as suas formas (2018), compreende a cultura visual urbana como um verdadeiro meio de comunicação que serve de base para enviar mensagens, avisos, códigos simbólicos para os passeantes-passantes e as autoridades.

Em Pequim, é possível observar uma próspera cultura do graffiti que vem sendo fermentada há décadas, apresentando caracteres chineses, animais do zodíaco… e até reclamações sobre o preço da carne de porco.

Não seria esse um caminho encontrado pelos habitantes de comunicar existências e reivindicações?

Veja mais fotografias aqui, em um artigo do The Guardian.