Migrações, travessia e registos visuais

As migrações entre cidades é um fenômeno conhecido, compreendido por autores como um ato político, e, por isso, um ato social (Durkheim, 1894 citado por Corrêa, 2020). Entre a terra que não lhe pertence mais e a esperança de uma vida melhor, há uma travessia. Foi nesse ponto que a fotógrafa Ada Trillo dedicou sua atenção.

Durante cerca de dez dias acompanhou a travessia realizada pelos migrantes da cidade de San Pedro Sula, Honduras, até o estado de Chiapas, México (para, então, seguir aos Estados Unidos).

Seus registros visuais foram premiados pela capacidade de retratar materialmente, sob um olhar sensível, esse percurso. Em entrevista ao The Guardian, a fotógrafa contextualiza as dificuldades acrescidas recentemente a essa travessia e o processo dos seus registos visuais.

A fotografia premiada está disponível aqui, assim como um ensaio fotográfico pode ser visto aqui.